Marca Maxmeio

Publicações

  • 14 de Abril de 2006

    Opinião V

     

    A atividade política impõe, além do acompanhamento das ocorrências diárias que afetam a vida do cidadão, a formulação de pontos de vista sobre tais assuntos. A visão crítica do cidadão para melhor julgar os homens públicos, se desenvolve a partir da divulgação do pensamento daqueles, que têm o dever de fidelidade para honrar a confiança popular.

    Esta publicação é a continuidade da série ‘’Opinião’’. Desejo recompor a memória de fatos, pessoas e acontecimentos ligados a minha atividade parlamentar e pessoal. Tudo isto, a partir de pronunciamentos feitos na Câmara dos Deputados e artigos coletados dos jornais O Poti/Diário de Natal e Gazeta do Oeste, que semanalmente publicam a coluna que subscrevo – Opinião.

    O leitor encontrará opiniões diversas neste volume. Sobretudo, aqueles fatos vinculados diretamente à vida do Estado do Rio Grande do Norte.

    Nese período da presente publicação duas lutas transcederam as demais: a questão da refinaria de petróleo para o RN e a exclusão do Estado do trajeto da futura ferrovia Transnordestina. Em ambos os casos, acompanhei o debate com interesse e indignação. Digo indignação, pelo fato de constatar que o RN, o mais produtor de petróleo em terra do Brasil, foi preterido pelo Governo Federal para em seu território instalar-se a futura refinaria do Nordeste. A vocação natural (e quase única do RN) resume-se na exploração do gás natual e do petróleo. Agora, sem que se conheça o estudo técnico que teria justificado a decião do Governo (se é que foi feito!), os norte-riograndenses simplesmente foram afastados da matriz gás-petrólifera brasileira. Um crime irreparável contra o nosso futuro.

    Quando se analisa a proposta de construção da ferrovia Transnordestina é o Rio Grande do Norte, mais uma vez, vítima do GovernoFederal, por ser o único Estado da região excluído deste benefício. Como parlamentar, indignado com mais esta injustiça, protestei na Tribuna da Câmara. O leitor terá os protestos que fiz, juntando, inclusive, provas técnicas da viabilidade econômica-financeira do RN para ser inserido no trajeto da Transnordestina.

    Este e outros assuntos compõem o livro Opinião V.

    É a prestação de contas que faço para merecer a confiança dos meus conterrâneos.

    Ney Lopes
    Deputado Federal
    03/10/2005