Marca Maxmeio

Entrevistas

  • 14 de Agosto de 2010

    Ney Lopes aponta "mercado persa do voto"

    ojdeh-mercadopersa

     

    O ex-deputado Ney Lopes dá entrevista exclusiva ao Jornal de Hoje, de Natal/RN. Com a experiência de ter exercido seis mandatos de deputado federal, denuncia o "mercado persa" em que se transformou no RN a eleição de 2010. Confira o texto na íntegra"

    O ex-deputado federal, Ney Lopes de Souza, não vê mudanças na forma de fazer política no Rio Grande do Norte.  Ele disse que tem percorrido todo o Estado na atual campanha eleitoral ao lado do filho, Ney Junior, candidato a deputado estadual, e tem verificado os chamados "cabos eleitorais" propondo orçamentos vultosos para apoiar os candidatos nas eleições deste ano. "o que vejo é um verdadeiro mercado persa", disse Ney Lopes, reconhecendo que a Justiça Eleitoral procura cumprir o seu dever, mas, segundo ele, a lei está superada e favorece os chamados "ficha suja".

    Ney Lopes critica também a forma como é distribuído o horário eleitoral gratuito afirmando que todos os candidatos deveriam ter tratamento igualitário e ser promovido debate permanente entre os postulantes com seleção e temas feitos pela Justiça Eleitoral.  O deputado disse ainda que o voto proporcional deveria ser dos partidos e não dos candidatos.

    Ao ser questionado sobre pesquisas de opinião pública, Ney Lopes afirmou "É um instrumento útil na ciência social.  Em matéria eleitoral, entretanto, acredito que as pesquisas deveriam ter regras mais rígidas com razão delas influírem na cabeça do eleitor e que não deseja perder o seu voto.

     

    "Em matéria eleitoral, acredito que as pesquisas deveriam ter regras mais rígidas em razão delas influirem na cabeça do eleitor que não deseja perder seu voto"

     

    Defendo que as pesquisas - 60 dias antes do pleito - deveriam ser internas dos partidos, nunca divulgadas.  Se existem institutos sérios, infelizmente predominam aqueles que transformam a pesquisa em mídia remunerada a peso de outro no marketing dos candidatos.  "Esta é a verdade e eu já passei por isso", disse Ney Lopes.

    O ex-deputado ainda filiado ao DEM, faz também uma avaliação dos  principais candidatos ao Governo do Estado.  "Rosalba Ciarlini, do DEM, tem vitoriosa experiência no Poder Executivo por ter sido três vezes prefeita de Mossoró.  Iberê Ferreira, do PSB, foi um dos parlamentar competente, principalmente no setor orçamentário, e Carlos Eduardo, do PDT, é um candidato que concentra a campanha em Natal.  Isso revela que o seu objetivo é disputar a Prefeitura de Natal em 2012.  Sobre o quadro atual, Ney Lopes disse que "ninguém vence eleição de véspera e em política tudo pode acontecer.  Por isso, os favoritos nas pesquisas têm que trabalhar como se estivessem derrotados".

    DESILUSÃO

    O ex-deputado, que desejava ser suplente do senador José Agripino, mostra-se desiludido com a vida pública e diz que participará ativamente da campanha do filho.  Ney Júnior para deputado estadual.  Para isso, cumprirá uma agenda de visitas aos municípios do Rio Grande do Norte, onde, segundo ele, realizará comícios relâmpagos mostrando o trabalho que o vereador de Natal, Ney Júnior realizou na Câmara Municipal no seu primeiro mandato.  "Não sou pretensioso.  Sei que não sou líder nem proprietário do voto popular, mas tenho uma história na política do Rio Grande do Norte e serviços prestados ao meu Estado", conclui o ex-deputado federal, atualmente no exercício da advocacia.

    O JORNAL DE HOJE - 13 de agosto de 2010
    Joaquim Pinheiro, repórter de política

    COMENTE ESTA ENTREVISTA: